Revista Saúde Perss
CAPA | ENTREVISTA
Dr. Rogério Venancio
Cirurgião Plástico
CRM 52 31757-4

Revista Saúde Perss

Evaldo Rodrigues de A. Junior
Psicanalista Clínico
Hiponoterapeuta
Membro da Sociedade Brasileira de Psicanálise

@evaldo.psicanalista
evaldorodriguespsicanalista
evaldorodriguespsicanalista@gmail.com
O TEMPO NÃO PARA, NÃO PARA NÃO, NÃO PARA!
Vivemos tempos mágicos sem dúvida alguma!

Mas também, tempos de profundos paradoxos...farturas e fomes; liberdades sexuais e assassinatos violentos a grupos de homossexuais e demais; encontros mundiais para debates da poluição no planeta e degradações predatórias do próprio planeta...caos...doenças...loucuras e histerias coletivas.

A tecnologia proporcionada pelo avanço científico em todas as áreas, promovem conforto nunca imaginados pelo próprio homem, isso é fato! Mas as doenças e transtornos, sobretudo, os ligados às áreas emocionais explodem em números alarmantes.

Para tudo!

Extra! Extra! – foi anunciada a tecnologia 5G que vai nos levar a um mundo de avanço que não fazemos nem mesmo ideia, isso em todos os campos, seja da medicina, da comunicação, dos equipamentos cirúrgicos, robótica, equipamentos eletrônicos, eletrodomésticos. Só para uma pequena comparação, a tecnologia 4G (usada hoje) baixa  um filme HD  de 1h de duração em  6h, com a tecnologia 5G baixará em 6 segundos.

E aí, vocês vão falar:

O que essa salada mista tem a ver com a saúde mental?

E a resposta é: tudo!

Vocês já repararam o quanto estamos ficando reféns de dar conta de mais e mais atividades enquanto o tempo parece encolher? Já perceberam o quanto somos cobrados por um tempo que não espera mais, enquanto a sensação de que estamos sendo engolidos por ele cresce todo dia? O quanto o mundo exige que mostremos uma imagem de felicidade e sucesso cada vez maior, de alguém que não somos e que está bem distante de nós.

Esse fato talvez justifique de forma direta o porquê do crescimento da SPA (Síndrome do Pensamento Acelerado), do TDA, TDAH, dos transtornos de ansiedades e de tantos sintomas e doenças catalogados pelo CID.

O poeta Cazuza já escreveu nos anos 80:

“Eu vejo o futuro repetir o passado
Eu vejo um museu de grandes novidades
O tempo não para,
Não para não, não para”.

Cazuza foi muito certeiro nesta letra, realmente, o tempo cronológico não para, continua o mesmo desde que foi criado pelo homem. O dia tem 24h, cada hora tem 60 minutos e cada minuto 60 segundos.

Esse tempo não para!

Mas, e o nosso tempo psicológico (interno)?  Como está?

A tecnologia veio para nos ajudar ou para nos escravizar a ela?

Vamos refletir com alguns exemplos:

• O que você acha de uma criança que desde os 3 anos passa mais tempo com o celular (desenhos), smart tv,  do que com os pais quando estão em casa?
• O que você acha de relações virtuais substituindo relações pessoais?
• O que você acha de emojis substituindo abraços de felicitações de aniversário?

Todos os dias, atletas de grandes performances estão pedindo pausas nas suas carreiras para tratarem da saúde mental, comediantes, atores, estrelas e popstar estão tendo a ousadia de dizer que estão doentes (depressão, síndrome de pânico etc...).

Estamos coisificando pessoas e personalizando objetos.

Tempo de parar tudo! Temos sim como mudar o ciclo de nosso tempo psicológico, e isso é urgente, eu dirigia, questão de sobrevivência pessoal. Fazer tempos de pausas para nos ouvir, meditar, sentir mais a natureza, degustar e sentir sabor dos alimentos, sentir o vento, a brisa, a chuva...parar para ouvir as pessoas, e olhar dentro dos olhos de cada um. Curtir nossas famílias e movimentar vida dentro de nós.

A saúde física começa pela saúde emocional. Reprograme seu tempo emocional agora ou a doença vai parar você!

Faça isso por você, você merece!

Compartilhe

Fale Conosco

Para conhecer mais sobre a nossa revista, enviar dúvidas, sugestões ou comentários você só precisa preencher os campos do formulário abaixo.