Revista Saúde Perss
CAPA / ENTREVISTA
Dr. Vinícius Alcantara Cunha Lima
Ortodontista
CRO-RJ 31 162

Revista Saúde Perss

Dayane Alves
Fonoaudiologia
CRFa 1-15314
Formada pela Uni Redentor
dayanealvesfono@gmail.com
VOCÊ SABE IDENTIFICAR, OS SINTOMAS CASO SEU FILHO TENHA ATRASO DE LINGUAGEM?
É comum ouvirmos a seguinte frase: “Cada criança, tem seu próprio tempo de desenvolvimento”. Mas você sabe, qual seria o tempo natural para desenvolvimento da linguagem do seu filho? Linguagem, vai muito além da fala propriamente dita, qualquer via de comunicação é validada como linguagem.

Desde o nascimento, a criança apresenta uma linguagem e começa desenvolver vias de comunicação. Sendo assim, a estimulação de linguagem é muito importante para o bom desenvolvimento da criança, mas sempre obedecendo aos limites da fase que a criança se encontra.

Até o 3° mês de idade, procura pela voz da mãe, se assusta com alguns sons altos.

No 6° mês, a criança vira a cabeça e os olhos procurando a fonte sonora que estiver por perto.

No 9° mês, ele já é capaz de reagir quando chamado pelo próprio nome, faz sons com a língua ou com os lábios e brinca com os sons (exemplo: lá lá lá).

Ao 12° mês, já irá prestar atenção nos sons altos ou baixos, balbucia em resposta a nossa voz, pode estar falando duas ou três palavras, entrega o brinquedo se você pedir, entende palavras simples como “não” e “tchau”.

Ao 18° mês ele ira identificar as partes do corpo, brinquedos e pessoas, pode localizar os sons vindo de qualquer direção, tentar falar o nome dos objetos que deseja pedir, tentar montar uma frase mesmo com poucas palavras que se consiga entender e usa gestos para se comunicar.

Ao 24° mês, a criança é capaz de compreender e obedecer as ordens simples, forma frases com duas palavras pelo menos (exemplo: quero biscoito), pode atingir um vocabulário de 20 ou mais palavras.

No 30° mês, a criança irá se referir a ela mesma pelo seu nome, já consegue montar uma frase com mais palavras e a maioria falada corretamente, pode ter um vocabulário de 50 ou mais palavras e responde sim ou não para situações comuns do dia a dia.

Ao atingir o 36° mês, começa fazer perguntas e entender o significado de “dentro”, “fora” e “embaixo”...

Algumas crianças, atualmente apresentam um desenvolvimento muito avançado nos primeiros meses de vida. Porém, posteriormente pode ocorrer um baixo desenvolvimento na linguagem expressiva oral, apresentando um repertório pobre e uma comunicação ruim, que pode ser decorrente de uma dicção pouco fluente.

Em que os pais precisam se atentar? Que a brincadeira ainda é a melhor forma para estimular a linguagem da criança. Ter um tempo em família sem tablet e sem celular, todos brincando juntos é a melhor intervenção para o desenvolvimento de seu filho, brincar é a melhor prevenção. É durante a brincadeira, que você irá perceber se seu filho, sabe lidar com frustrações caso perca uma partida nos jogos de tabuleiro, é durante a brincadeira que irá acontecer o contato visual e novas palavras podem ser aprendidas. Em meio a tanta tecnologia, passar 30 minutos do seu dia estimulando a linguagem de seu filho durante uma brincadeira, pode trazer benefícios para uma vida toda! Além das brincadeiras, outros fatores muito importantes podem ajudar a desenvolver a linguagem oral da criança. Deixe ele se comunicar, pedir o que necessita, apontar e resmungar para conseguir algo. Sua fala, não será estimulada se conseguir algo facilmente apenas apontando, deixando a fala em segundo plano.

Estando em contato direto com seu filho, observe se ele pulou algumas etapas do desenvolvimento citado anteriormente. Observe se ao falar palavras, os fonemas se encontram distorcidos, trocados ou omitidos, quanto antes uma intervenção fonoaudiológica, melhor será o prognóstico.

Qualquer atraso já é um atraso, qualquer anormalidade deve ser considerada e acompanhada de perto, a comunicação do seu filho no futuro depende de uma boa estimulação e acompanhamento adequado desde as primeiras palavras.  

Compartilhe

Fale Conosco

Para conhecer mais sobre a nossa revista, enviar dúvidas, sugestões ou comentários você só precisa preencher os campos do formulário abaixo.