Revista Saúde Perss
CAPA
Clínica Proteus

ENTREVISTA
Dr. Leonardo Bacelar
Clínica Médica e Psiquiatria Clínica
CRM 52 64691-1
Revista Saúde Perss
Dr. Walid Ibrahim Khenaifes Fº
Urologista
CRM 52 95082-3
Formado na Universidade UNIGRANRIO
dualkhenaifes@hotmail.com
PRÓTESE PENIANA INFLÁVEL DISFUNÇÃO ERÉTIL
Não podemos falar de prótese peniana sem antes citar a disfunção erétil, também conhecida como impotência sexual. Caracteriza-se pela incapacidade permanente de manter ou obter uma ereção rígida o suficiente para uma relação sexual satisfatória.

A disfunção erétil apresenta uma prevalência de aproximadamente 45% em homens maiores de 18 anos, onde diversos fatores de risco estão relacionados:
hipertensão arterial sistêmica;
Diabetes mellitus;
Cardiopatias;
Tabagismo;
Consumo excessivo de álcool;
Obesidade;
Doenças prostáticas;
Depressão e idade, são os principais destes.

Isso ocorre por conta da necessidade do aumento do fluxo sanguíneo para que o pênis fique ereto. Quando a circulação para o órgão está comprometida por um desses fatores, a disfunção erétil pode surgir.

O tratamento começa com a identificação e controle dos fatores de risco. Em conjunto ao controle desses fatores, temos como drogas de “primeira linha” os medicamentos orais chamados inibidores da fosfodiesterase 5 (ex: sildenafila, tadalafila).

Quando a medicação oral usada na dose e da maneira adequada não resolve, existem outras modalidades terapêuticas consideradas de “segunda linha” como bomba de vácuo, injeções de vasodilatadores e na chamada “terceira linha”, as próteses penianas, que são o último recurso.

Um ponto muito importante e nem sempre valorizado consiste em cuidar do relacionamento. Avaliar a parceira e como o casal está conduzindo seus problemas e questões. Em alguns casos, vale o apoio de psicólogos ou outros profissionais para melhorar a relação do casal.

A prótese peniana é o tratamento de escolha quando o paciente não responde aos tratamentos de “primeira e segunda linha”. Dentre as próteses penianas temos algumas opções: semi-rigida, ambicor e inflável.

A prótese inflável é uma ótima opção de tratamento nessa categoria, sendo um sistema fechado cheio de fluido, que apresenta dois cilindros, uma bomba e um reservatório do fluido.

Os componentes são conectados por tubagem resistente a torção. Os cilindros que são posicionados dentro dos corpos cavernosos são insuflados a partir do bombeamento do fluido do reservatório, criando uma ereção.

São esvaziados assim que o líquido é transferido para o reservatório novamente, retornando o pênis para seu estado flácido.

Dessa forma, é uma prótese que permite uma sensação fisiológica melhor por parte dos pacientes, já que consegue alcançar a ereção e a detumescência. Isso possibilita o paciente usar o traje de banho normalmente, sem nenhum tipo de constrangimento.

É importante lembrar, que cada caso depende de uma avaliação individual, sendo o exame físico essencial para as indicações do tipo de prótese a ser utilizada, visto que cada paciente possui um estilo de vida e se adapta de forma diferente.

A consulta com o especialista é fundamental para o diagnóstico e o tratamento adequado, assim como o acompanhamento para avaliar a aceitação do paciente.

Indicada de maneira correta, a prótese inflável melhora muito a qualidade de vida e a autoestima do homem, a partir do momento que retorna sua vida sexual ativa.

Compartilhe

Fale Conosco

Para conhecer mais sobre a nossa revista, enviar dúvidas, sugestões ou comentários você só precisa preencher os campos do formulário abaixo.