Revista Saúde Perss
CAPA
Rad-Med
Revista Saúde Perss
ENTREVISTA
Dr. Carlos Mário Mello de Souza
Radiologia
CRM 52 32139-2
Revista Saúde Perss
Dr. Roberto Miotto
Urologista
CRM 52 40832-8
Diplomado pela FMC
roberto.miotto@bol.com.br
ESTÉTICA GENITAL MASCULINA
Saúde é definida não apenas como a ausência de doença, mas também, como o bem-estar bio, psíquico, social de um indivíduo (Organização Mundial de Saúde).

A genitália sempre foi um mito na nossa sociedade e atualmente, em função do comportamento sexual moderno, onde o sexo é realizado de luz acesa, maior número de parceiros, maior acesso a pornografia via internet mostrando atores com pênis acima da média na indústria. A pornografia tem levado maior preocupação aos homens.

Esta situação tem conduzido uma grande procura por homens, aos consultórios de cirurgia plástica e urologia, por procedimentos estéticos para embelezamento como lifting facial, lipoaspiração, cirurgias plásticas em geral bem como cirurgias genitais de ordem estética.

Os principais procedimentos cirúrgicos genitais de natureza estética nos homens podem ser muito variados os quais discutiremos a seguir.

Postectomia: consiste na retirada do excesso prepucial muitas vezes devido a fimose (incapacidade para expor a glande) ou infecções locais de repetição com indicação terapêutica, ou também, por questões estéticas a pedido do paciente, com índice de satisfação muito bom.

Prótese testicular: por questão estética, devido perda ou ausência congênita do testículo. Índice de satisfação muito bom.

Alongamento peniano: análise de vários trabalhos a respeito com técnicas cirúrgicas ou não cirúrgicas diferentes, produziram resultados muito variados, quanto ao aumento peniano que pode variar em média de 1 a 3cm e satisfação muito variada por parte dos pacientes. Vários relatos de complicações nos procedimentos cirúrgicos, muitas vezes, com comprometimento funcional. Como conclusão: a proposta de aumento peniano como procedimento estético do pênis normal ainda é considerada uma técnica investigacional, reservada a pacientes selecionados; portanto somente, podendo ser realizadas em centros médicos credenciados.

Bioplastia de glande: consiste na injeção na glande de acido hialurônico com resultados transitórios e contraindicados na literatura devido falta de trabalhos suficientes para avaliação a longo prazo.

Engrossamento peniano: cirurgias com potencial comprometimento funcional, sem dados na literatura suficientes para avaliação de resultados e complicações de longo prazo.

Lipoaspiração da região pré-púbica: sem dados suficientes na literatura para avaliação de resultados e complicações a longo prazo.

Bioplastia de escroto: injeções de agentes subdérmicos para aumento do volume escrotal.

        Não existem trabalhos na literatura, portanto, não permite recomendação.
 
Conclusão geral

         As indicações para cirurgias estéticas genitais devem ser reservadas para portadores de anormalidades penianas ou escrotais evidentes, excluindo-se desta forma, os homens com variação dentro da faixa de normalidade. Devido extensa propaganda, principalmente, via internet, muita preocupação com profissionais despreparados e materiais injetáveis não aprovados para prática médica (silicone industrial, vaselina líquida, óleo de fígado de bacalhau, pedras, mercúrio líquido, etc...) evitando-se assim, complicações com comprometimento da função sexual e sequelas de difícil tratamento.

Compartilhe

Fale Conosco

Para conhecer mais sobre a nossa revista, enviar dúvidas, sugestões ou comentários você só precisa preencher os campos do formulário abaixo.